O secretário-geral da Renamo diz que o processo de desmilitarização está a decorrer, apesar de a Frelimo não ter viabilizado a sessão que deveria conciliar a lei eleitoral e as alterações da Constituição da República.

Manuel Bissopo acredita que a desmilitarização e reintegração dos homens armados do seu partido poderá acontecer dentro de três meses, mas alerta que depende da flexibilidade da Frelimo.

De visita à Nampula, Bissopo referiu-se igualmente à situação de instabilidade na província de Cabo Delgado e urge o governo a tomar medidas para estancar a onda de ataques em Cabo Delgado.

Naquele importante círculo eleitoral, ele irá deixar orientações para que os membros da Renamo encarem com seriedade o controlo da votação local de Outubro próximo.

VOA