A Polícia da República de Moçambique (PRM) apreendeu 24 ampolas de cocaína no Aeroporto Internacional de Mavalane, na cidade de Maputo, na posse de um cidadão de nacionalidade congolesa.

Segundo o comunicado do Comando-Geral da corporação, citado pela AIM, a apreensão ocorreu há dias, após o desembarque do suspeito do voo da Transportadora Aérea Portuguesa (TAP).

Os agentes da Polícia suspeitaram que o cidadão transportava droga no seu organismo e, por isso, decidiram levá-lo ao Hospital Central de Maputo para fazer o raio-X, tendo sido encontrada esta droga.

No mesmo dia, a PRM surpreendeu uma cidadã queniana durante o embarque do voo da Ethiopia Airlines que transportava 5,44 kg da mesma droga.

O comunicado, que reporta as principais incidências no período entre 9 e 15 do mês corrente, refere que na província de Gaza, no povoado de Mudumeia, distrito de Chibuto, um grupo de pessoas amotinou-se e colocou barricadas na rua que dá acesso ao projecto de areias pesadas de Chibuto, explorado pela empresa chinesa Anhui Foreign Economic Construction Group.

A população reivindica a delimitação entre área de exploração mineira e as machambas, assim como o pagamento das indemnizações acordadas, aquando da concessão da área, o que obrigou a polícia a intervir para restabelecer a ordem pública no local.

O projecto de areias pesadas de Chibuto ocupa uma área de 10.544 hectares e dispõe de um jazigo de ilmenite calculado em 108 milhões de toneladas.

Em relação aos ataques protagonizados por homens armados na província de Cabo Delgado, a PRM diz que “prosseguem as acções operativas/preventivas visando consolidar o clima de ordem, segurança e tranquilidade públicas, sobretudo nos distritos outrora alvos de acções criminosas atípicas de malfeitores”.

No mesmo período, a PRM apreendeu nove armas de fogo, das quais duas AK-47, cinco armas do tipo pistola, uma arma do tipo pistola Mauser e uma do tipo caçadeira, com as respectivas munições, no total 148 e quatro carregadores de AK-47.

No que concerne à sinistralidade rodoviária, foram registados 35 acidentes de viação contra 26 de igual período de 2017.

Destes acidentes resultaram 26 óbitos, contra 17 do igual período do ano passado, 33 feridos graves e 37 ligeiros. A PRM também registou, em todo país, 110 casos de ocorrências de natureza criminal, contra 154 de igual período do ano passado, havendo redução de 44 crimes.

Folha de Maputo