Um homem de nacionalidade tanzaniana está a contas com a Polícia da República de Moçambique (PRM), na cidade de Pemba, província de Cabo Delgado, indiciado de posse ilícita de 21,5 quilogramas de ouro não processado.

Trata-se de 4,5 barras e 216 unidades em formato de moeda do referido metal precioso, cujos dados preliminares sugerem que está avaliado em 400 mil dólares.

Durante a investigação, a corporação descobriu que o cidadão – de idade não revelada – escalou a cidade de Maputo, depois de ter passado por Nairobi, até ser detido no Aeroporto Internacional de Pemba. Curiosamente, o tanzaniano consegui ludibriou os fiscais presentes naquele aeroporto e a sua bagagem passou despercebido do scanner quando procedia ao check in.

A sua detenção aconteceu depois de ter embarcado no avião. Segundo a Polícia naquele ponto do país, a tripulação da aeronave desconfiou da mochila que parecia ter peso superior ao permitido para viagens.

O acusado admitiu que não era a primeira vez que transportava ouro de Moçambique para fora sem o conhecimento das autoridades. Porém, as quantidades encontradas em sua posse pertenciam a um amigo que pediu para transportar em seu nome.

@Verdade