Empresários em Nampula, mostram-se preocupados com o possível encerramento do aeroporto da capital provincial para os voos regulares internacionais, que deverão passar para o de vizinho Nacala-Porto.

A proposta da transferência dos voos internacionais de Nampula para Nacala foi apresentada no ano passado pela empresa Aeroportos de Moçambique.

Segundo os empresários, de acordo com o ‘Notícias’, se a proposta para a transferência for aprovada vai retardar o desenvolvimento da economia da região, pois nem o próprio governo provincial está preparado para tal mudança.

A preocupação foi manifestada quinta-feira passada, na cidade de Nampula, num encontro de auscultação dos empresários locais sobre o assunto, promovido pelo Conselho Empresarial Provincial (CEP), em coordenação com a Associação de Hotelaria e Turismo de Nampula (ASSHOTUR).

Julina Arculete, empresária baseada na cidade de Nampula, disse que o eventual encerramento vai trazer situações embaraçosas para os agentes económicos, que serão obrigados a deslocarem-se de Nacala para a capital provincial por via terrestre.

Se a transferência dos voos regulares internacionais do aeroporto de Nampula para o de Nacala for concretizada, estaremos a retroceder. É preciso imaginar qual será a ginástica que os empresários terão que fazer, depois de desembarcarem em Nacala e deslocarem-se via terrestre à cidade de Nampula“, observou.

Caetano Brito, outro empresário, desta feita da área do turismo, salientou que sendo a cidade de Nampula capital provincial, não se justifica que o seu aeroporto seja encerrado para os voos internacionais.

Acrescentou que a se concretizar tal mudança, obrigaria também à transferência de toda a máquina governativa de Nampula para a cidade de Nacala-Porto, com todo o impacto negativo para a economia daí resultante.

O director executivo da Federação Moçambicana de Turismo e Hotelaria, Raufo Satar, explicou que a proposta de se encerrar o aeroporto de Nampula para voos internacionais foi feita pela empresa Aeroportos de Moçambique na perspectiva de rentabilizar o de Nacala.

No entanto, como sector privado, achamos que esta proposta, embora seja boa para o desenvolvimento do país, ainda não é altura de se poder implementá-la. Por isso, estamos a promover estas reuniões para ouvir o sentimento das pessoas em relação a este assunto, para depois produzirmos um relatório final“, disse.

Entretanto, contactado pelo ‘Notícias’, o director adjunto do Aeroporto Internacional de Nampula, Dinis Tacula, afirmou que a transferência de voos internacionais para Nacala é uma proposta que ainda está a ser estudada e que, por via disso, o aeroporto de Nampula continuará a receber voos internacionais.

AIM