Na Zambézia, as autoridades de Saúde ordenaram a retirada das farmácias, de um fármaco, por ser considerado impróprio para o consumo humano.

Num comunicado enviado às farmácias e clínicas, que a Rádio Moçambique teve acesso, a Direcção Provincial da Saúde, na Zambézia, refere que exames laboratoriais confirmam que que os comprimidos de fenox-metil penicilina, importados da Índia, são impróprios para o uso.

Entretanto, o delegado provincial da Ordem dos Médicos na Zambézia apela ao sector da saúde a intensificar a campanha de retirada dos referidos comprimidos, das prateleiras farmacêuticas do país, por serem considerados impróprios para o consumo humano.

RM