Os utentes do Hospital Provincial da Matola queixam-se de mau atendimento e cobranças ilícitas na maior unidade sanitária da província de Maputo.

A queixa foi apresentada num comício ao Presidente do Município, Calisto Cossa, no quadro de uma visita que efectuou ao Posto-Administrativo da Matola-Sede.

Segundo os munícipes, a maior parte das vezes são exigidos, por alguns funcionários, valores monetários de modo a terem um atendimento condigno.

Calisto Cossa, disse que esforços serão envidados por forma a se encontrar soluções deste e de outros problemas apresentados.

Não estamos a dizer que vamos resolver todos os problemas que os bairros da Matola têm, de uma só vez”, disse Calisto Cossa.

Contactado o Hospital Provincial da Matola, o director de enfermagem, Jaime Chiúre, disse que já foi aberto um processo disciplinar contra dois funcionários acusados de mau atendimento aos utentes.

RM