Dois cidadãos, dos quais uma mulher de nacionalidade paquistanesa, estão a contas com a Polícia da República de Moçambique (PRM), desde a semana finda, na cidade de Maputo, acusados de suborno à Polícia de Trânsito (PT), com montantes que variam de 200 a 500 meticais.

Um dos visados responde pelo nome de E. Nhadombo, de 60 anos de idade, natural de Gaza, residente no bairro Luís Cabral.

Segundo a corporação, ele desembolsou 200 meticais para se livrar de uma multa por ter transgredido o Código da Estrada.

Já na esquina entre as Avenidas Karl Marx e Eduardo Mondlane, a PT deteve uma cidadã de nome A. Ashraf, de 35 anos, de nacionalidade paquistanesa, também indiciada de suborno aos agentes da PT, no valor de 500 meticais na tentativa de evitar uma multa por igualmente ter transgredido o Código da Estrada.

@Verdade