O Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) anunciou o apoio à iniciativa “Cidade e Deficiência” lançada, esta segunda-feira, na cidade de Maputo.

A iniciativa desenvolvida com vista a reforçar associações de pessoas com deficiência além de serviços sociais e de saúde, visa melhorar a resposta às necessidades especiais deste grupo de pessoas.

Nesta fase inicial do projecto serão abrangidas para além da capital moçambicana, as cidades da Beira, Nampula, Tete e Matola. A mesma conta com o apoio de entidades como a Handicap International, a Rede para a Assistência às Vítimas de Minas e a União Europeia.

O projecto vai envolver autoridades públicas e a sociedade civil, incluindo organizações de pessoas com deficiência. O plano é fortalecer também os mecanismos para acesso a serviços sanitários e sociais.

Em 2015, a Delegação da União Europeia em Moçambique confirmou o financiamento de mais de € 1 milhão (cerca de 52 milhões de meticais) da primeira fase de expansão dos Serviços de Informação, Orientação e Acompanhamento Social, Sioas.

Nos próximos quatro anos, as cidades envolvidas receberão o tipo de apoio da iniciativa com a colaboração do Ministério do Género, Criança e Acção Social e a Rede para a Assistência às Vítimas de Minas, Ravim.

África Digital