Individuo está a contas com a justiça na província de Nampula, acusado de desenterrar cadáver de albino em cemitério familiar para vender.

A Polícia da República de Moçambique (PRM) em Nampula deteve na semana passada, um jovem cujo nome e idade não foi revelado, suspeitos de exumar uma campa para extrair ossos do cadáver de albino, enterrada num dos cemitérios familiares localizado na zona de Anchilo, 18 quilómetros da cidade de Nampula.

De acordo com o porta-voz da polícia em Nampula, Sérgio Mourinho, o homem foi surpreendido na posse dos ossos humanos em quantidade não especificada.

Sem revelar nomes, o criminoso confessou e disse a polícia que foi contactado por alguém para procurar partes do corpo de um albino.

Em conexão com o crime de rapto, assassinato, bem como exumação de campas para extracção de ossos humanos, cerca de 15 indivíduos estão detidos em Nampula, principalmente nos distritos de Malema, Ribáuè, Moma, Angoche. O que vem obrigando os moçambicanos com problema de pigmentação a abandonar a escola.

@Verdade