Auscultadas as preocupações de mais de 300 mil moçambicanos residentes na África do Sul, durante a visita do presidente a aquele país vizinho, a validade dos vistos de entrada na África do Sul passará dos actuais 39 para 90 dias e num futuro muito breve, a fronteira da África de Sul funcionará 24/24h.

Em consequência da visita de estado do presidente Nyusi, a convite de seu homólogo Jacob Zuma, a vizinha África de Sul, a validade dos vistos de entrada na África do Sul atribuídos aos cidadãos moçambicanos será estendida dos actuais 30, acordados em 2003, para 90 dias. Apurou a Rádio Moçambique.

Como forma de facilitar ainda mais a circulação de pessoas e bens naquele que é o principal e o mais movimentado posto fronteiriço entre os dois países, as autoridades governamentais de Moçambique e África do Sul, trabalham para que a fronteira de Ressano Garcia funcione a partir de Junho do próximo ano, 24 horas por dia.

Estas foram algumas das preocupações dos moçambicanos atendidas pelo presidente durante a visita de estado à África do Sul e que durou três dias.