Arranca hoje, em todo o território nacional, o ano lectivo/2015 depois de, na sexta-feira (06), o Ministro da Educação e Desenvolvimento Humano, Jorge Ferrão, ter orientado as cerimónias centrais, que decorreram na capital provincial do Niassa, Lichinga.

Para este ano, mais de seis milhões de crianças vão ter acesso à escola, porém, Jorge Ferrão mostrou-se preocupado com as zonas afectadas pelas cheias no centro e norte do país, nomeadamente Zambézia, Nampula e Niassa, uma vez que o fenómeno destruiu várias salas de aula e deslocou numerosas crianças em idade escolar.

O Ministro da Educação e Desenvolvimento Humano declarou tolerância zero ao absentismo dos professores e gestores escolares e convidou aos que não se sentem preparados a pedirem demissão “Exigimos maior responsabilidade aos professores. Todos sabemos que existem problemas de progressões nas carreiras, atrasos de vistos do Tribunal Administrativo e salários em atraso, mas isto não pode – e nem deve – ser justificação para que não estejamos nas escolas”, disse Ferrão.

Refira-se que este ano, mais de 8 mil professores serão integrados no Ministério da Educação e Desenvolvimento Humano.