A costa do Marfim venceu na noite de ontem o Ghana, na marcação de grandes penalidades, depois de se registar um nulo no tempo regulamentar.

Durante os 120 minutos de jogo, a Costa de Marfim foi a selecção que mais lutou para chegar ao marcador, mostrando assim a ligeira superioridade com a qual entrou para o jogo.

Foram precisos 23 anos para que a Costa do Marfim levasse para casa o título Africano, depois de na edição de 1992 ter se sagrada campeã, curiosamente, numa final disputada frente ao Ghana. Desde então nada mais lhe aconteceu.

Num jogo onde foram precisos marcar 22 penaltis, Barry, guarda-redes da Costa do Marfim, foi o herói da partida ao defender o ultimo penalti do Ghana e marcar o que deu título aos “Elefantes Africanos” de Yaya Toure, Gervinho, Bony e companhia.

O segundo título da Costa do Marfim é igualmente o segundo para o seleccionador Herve Renard, sendo que alcançou o primeiro em 2012, no comando técnico da Zâmbia