A Electricidade de Moçambique E.P. (EDM) acaba de proceder à ligação dos distritos de Mecula e Majune à rede nacional de energia, produzida na Hidroeléctrica de Cahora Bassa, colocando a província de Niassa com apenas cinco distritos por electrificar de um total de 15.

Até finais de 2013, a EDM previa electrificar mais quatro distritos daquela província, nomeadamente Nipepe, Ngauma, Mavago e Muembe, estando em curso trabalhos finais para a energização dos três últimos.

Orçado em cerca de 123 milhões de meticais, o projecto de electrificação de Mecula consistiu na construção de 152 quilómetros de rede de média tensão, 20 quilómetros de baixa tensão e a montagem de 12 Transformadores de Potência (PT) dos 14 previstos.

O projecto, executado pela MPI-Mozambique Power Industry, teve início em Abril de 2013 e vai permitir a ligação a cerca de mil clientes.

Em relação à electrificação do distrito de Majune, o Director da Área de Serviço ao Cliente de Lichinga, Luis Salomão, explicou que se enquadra no projecto de Electrificação de Niassa, que contempla igualmente a energização dos distritos de Mavago, Muembe e Ngauma.

Trata-se de um projecto orçado em cerca de 25 milhões de dólares norte-americanos, financiado pela Exim Bank da Índia, e que prevê a construção de 500 quilómetros de rede de média tensão, 30 de baixa tensão, instalação de 21 Transformadores de Potência, prejectando-se a ligação de cerca de três mil clientes.
“Este projecto iniciou em Novembro de 2012 e, até finais do presente ano, todos os distritos contemplados pelo projecto Electrificação de Niassa deverão estar ligados à rede nacional de energia”, frisou Luís Salomão.

Num outro desenvolvimento, o Director da Área de Serviço ao Cliente de Lichinga disse estar em curso a mobilização de empreiteiros para a implementação do projecto de Electrificação de Niassa a Baixo Custo, que consistirá na electrificação de Nungo e Nipepe e ainda a extensão da rede eléctrica dos distritos de Marrupa e Lago.

“O projecto compreende dois pacotes. O primeiro pacote consiste na construção de 155 quilómetros de rede de média tensão e 35 de baixa tensão e ainda a instalação de 30 Transformadores de Potência, enquanto o segundo contempla a construção de 86 quilómetros de rede de média tensão, 35 de baixa tensão e instalação de 22 Transformadores de Potência”, indicou.