Início Politica Comandante Provincial da PRM “foge” de deputados da Renamo

Comandante Provincial da PRM “foge” de deputados da Renamo

O comandante provincial da PRM em Nampula, Alfredo Mussa, “gazetou” uma audiência na tarde desta terça-feira (14) com deputados do partido Renamo por aquele círculo eleitoral depois de ter confirmado o pedido dos mesmos.

Na manhã do mesmo dia, Alfredo Mussa esteve no seu gabinete de trabalho e quando os cinco deputados da Renamo fizeram-se presentes ao Comando Provincial ele já não estava, mas a viatura protocolar afecto a si estava no local.

Na verdade, o comandante Alfredo Mussa “fugiu” dos deputados da Renamo, facto que não agradou os legisladores e alegaram “desprezo por parte do comandante”.
De acordo com Fernando Mathuassane, deputado da Renamo, o grupo queria apresentar ao comandante da PRM em Nampula a sua inquietação face a detenções nocturnas e arbitrárias sem mandado judicial dos membros da Renamo na província de Nampula, sobretudo nos distritos de Murrupula, Rapale, Mogovolas e Memba.
“Viemos saber o que está a acontecer e porque nos proíbem de içarmos a nossa bandeira”, disse o deputado Fernando, para depois prosseguir: “é preciso que haja diálogo entre nós os moçambicanos para evitar-se situações drásticas”.

Entretanto, a resposta da indisponibilidade do comandante Alfredo Mussa que estaria numa suposta viagem à Mutivaze no distrito de Rapale chegou por via de agentes de patrulha da PRM, pois o seu gabinete viu-se embaraçado e incapaz de receber e enfrentar os deputados da Renamo.

Com efeito, jornalistas que acompanhavam os deputados da Renamo foram escorraçados do recinto do Comando Provincial, alegadamente para não reportar a audiência fugida pelo comandante.

O porta-voz da PRM em Nampula, Miguel Bartolomeu, confirmou ao Canalmoz a indisponibilidade do seu comandante em receber os deputados da Renamo, mas não se referiu ao facto de ele estar ou não em viagem de emergência.

Delegado político foge de casa

O delegado político da Renamo no distrito de Rapale abandonou a sua residência temendo ser detido de forma arbitrária e sem nenhum mandado judicial.
No último sábado um contingente da PRM foi à sua residência e, “por sorte” não encontram António Muacamisa, delegado da Renamo em Rapale, segundo disse Fernando Mathuassane à imprensa.

No mesmo sábado (11) um outro membro da Renamo, Gabriel Tiorna, foi detido no posto administrativo de Itoculo, distrito de Monapo e transferido para as celas do Comando da PRM na cidade de Nampula.

Todavia, Miguel Bartolomeu, não confirmou a detenção do membro da Renamo e muito menos a invasão da residência do delegado político da Renamo no distrito de Rapale.

Artigo anteriorHomens da Renamo assaltam esquadra e matam agente da Polícia
Próximo artigoCidadão sequestrado no bairro de Tsalala