O secretário executivo da SADC, Tomaz Salomão, disse hoje, em Lilongwe, Malawi, que a Zona de Livre Comércio é um processo que vai requerer o acompanhamento da organização.

“Não se pode dizer que se lançou a zona e tudo terminou. Este é um processo que merecerá acompanhamento e atenção de todos os estados membros, porque as regras do comércio são dinâmicas e mudam todos os dias”, disse.

Tomaz Salomão que falava à imprensa, no intervalo do encontro do Comité Permanente de Altos Funcionários que prepara a reunião do Conselho de Ministros da organização, prevista para os dias 14 e 15 do corrente mês, apontou a necessidade de se assegurar que a nível das fronteiras as regras de procedimento sejam facilitadas, de tal maneira que os homens de negócios possam viajar sem constrangimentos e que os custos das transacções sejam reduzidos.