Duzentos e oitenta (280) funcionários públicos foram demitidos e expulsos do aparelho do Estado em todo o País durante o decorrer do ano passado (2012). As expulsões resultam de 1.142 processos disciplinares instaurados contra funcionários de diferentes sectores devido ao comportamento indevido.

Falando na abertura do VI Conselho Coordenador do Ministério da Função Pública que decorre desde ontem até amanhã no distrito de Marracuene, província de Maputo, Vitória Diogo disse que cumulativamente desde que o ministério foi criado foram instaurados 9.118 processos disciplinares, não tendo especificado o total das demissões e expulsões desde a data.

A propósito da profissionalização da Função Pública a ministra informou que em 2012 foram formados 16 mil funcionários e agentes do Estado em todo o País, desde 2007, de entre técnicos médios e superiores.

Sobre a mudança de carreira, em 2012 foram promovidos 36.526 funcionários e acumulando para 268.864 mil desde 2006, data da criação do ministério.

2013_06_13_001

Qualidade de serviços na Função Pública

A ministra falou da qualidade de serviços na Função Pública. Disse que é preciso dar atenção sobre os desafios que ainda têm no presente quinquénio alertando igualmente sobre a necessidade de continuamente consolidar as reformas na admiração pública de forma a melhorar a qualidade de serviços ao cidadão.

“Iremos, no decorrer deste VI Conselho Coordenador, incidir na monitoria da implementação e eficácia a profissionalização da Função Pública, das medidas e reflectir sobre as orientações pertinentes com vista adequar as acções estratégicas ao cumprimento efectivo dos objectivos traçados”, afirmou.

O Conselho Coordenador decorre sob lema: “Consolidando reformas na Administração Pública para melhor servir o cidadão”.

Canalmoz