Trata-se, na verdade, de uma segunda fase do trabalho, uma vez que em Abril de 2011 foi inaugurada uma parte daquela infra-estrutura social reabilitada e transformada.

Nesse sentido, as obras que contam com envolvimento financeiro da Cooperação Espanhola e cujo arranque foi oficialmente formalizado ontem pelo presidente da autarquia, Arão Nhancale. Estas obras estão viradas para a parte não abrangida até agora para que em Outubro todo o Mercado de T3 apresente “cara nova”.

Cerca de 20 milhões de meticais serão desembolsados para as obras, confiadas ao empreiteiro, Fertha Construções.

Ao que apuramos ontem, o trabalho em curso consiste na construção de quatro pavilhões idênticos aos dois edificados na primeira fase. As novas infra-estruturas vão albergar um bloco de salões de cabeleireiro e de venda de produtos de beleza, área de comercialização de pão empacotado, zona de material eléctrico e ferragens, armazéns e lojas de bebidas, para além de sanitários públicos.

Júlio Mahumana, chefe do posto administrativo de Infulene, área envolvente do bairro de T3, mostrou-se ontem confiante no sucesso das obras e na imagem que vão emprestar àquele mercado.

Mercado de T3 terá nova imagem

O representante do empreiteiro, Pedro Serra Brandão, garantiu que não haverá desculpas, pois os trabalhos serão finalizados e entregues até Outubro.

Explicou que para evitar complicar a vida dos vendedores, a construção das novas infra-estruturas está a ser feita em fases.

Por sua vez, o presidente da Matola, Arão Nhancale, agradeceu aos vendedores e todas as estruturas de T3 por terem acreditado na promessa de conservar a infra-estrutura feita em 2008.

Disse que a fase agora em curso, tal como a primeira, vai exigir sacrifícios e compreensão, na segurança de que no final todos terão um espaço aprazível e melhor para a venda e compra de produtos do dia-a-dia. Ajuntou que aquele mercado tem uma importância muito grande para o município.

Referiu, sem entrar em pormenores, que há ainda outras obras em curso em diversos pontos da autarquia, todas com a mesma finalidade que é de tornar Matola mais apetecível.