O argentino Jorge Mario Bergoglio é o 266.º Papa da Igreja Católica. Tem 76 anos e será o primeiro Sumo Pontícife sul-americano e Jesuita.

O Papa que sucede assim a Bento XVI, escolheu ser designado durante o seu pontificado por Francisco I, segundo anunciou o cardeal francês Jean-Louis Tauran, na varanda da Basílica de São Pedro, após pronunciar as famosas palavras: «Habemus Papam».

Depois do anúncio, o arcebispo emérito de Buenos Aires, de 76 anos, apareceu perante os milhares de pessoas que o aguardavam na Praça de São Pedro, no Vaticano, para saudar os fiéis e fazer a bênção apostólica «Urbi er Orbi».

Papa do vaticano

«Os cardeais foram buscar-me ao fim do mundo», disse o Papa Francisco I, o primeiro Sumo Pontífice sul-americano e o primeiro Jesuíta, dirigindo depois palavras de saudação a Bento XVI.

Francisco I convidou os fiéis a «empreeender um caminho de fraternidade, de amor» e de «evangelização», pedindo à multidão um minuto de silêncio: «Rezem por mim e deem-me a vossa benção».

Em seguida, deu a sua primeira bênção «Urbi et Orbi» e despediu-se dos fiéis. «Irmãos e irmãs rezai por mim, voltaremos a ver-nos muito rapidamente. Desejo-vos uma boa noite e um bom repouso», terminou o Sumo Pontícife eleito, esta quarta-feira, após o segundo dia de conclave que escolheu, pela primeira vez desde o século VIII, um Papa de fora da Europa.