Sociedade Segurança Khakau diz que não vai reagir contra as vozes que pedem a...

Khakau diz que não vai reagir contra as vozes que pedem a sua demissão

Khalau sabe que há correntes que pedem a sua cabeça, mas disse que não ia comentar.

Jorge Henrique Khalau, Comandante Geral da PRM, há muito que não era visto em público. A sua última e infeliz aparição foi no caso “Armas de Nacala”, em que ordenou que a Polícia desobedecesse a uma decisão judicial, atitude que lhe valeu duras críticas, com alguns analistas e organizações, como a Liga dos Direitos Humanos, a exigirem ao presidente da República, Armando Guebuza, a sua exoneração, por alegadamente representar uma ameaça aos princípios de Estado de Direito, da separação de poderes e aos direitos humanos.

Khalau disse que estava mais concentrado nas diversas formas de crime que preocupam a nação, como seja o caso dos raptos. O Comandante da PRM disse que até ao momento sete casos de pessoas indiciadas na prática de raptos já foram remetidos ao Ministério Público.

Recorde-se que o actual comandante geral da PRM foi nomeado pelo Presidente da Republica em 2008, depois da exoneração de Custódio Pinto.

Artigo anteriorRecursos minerais são a esperança do futuro!
Próximo artigoO içar da bandeira nacional continua uma controversa