Economia Central de Temane prestes a receber gás

Central de Temane prestes a receber gás

Receba vagas no seu WhatsApp

Siga o nosso canal do WhatsApp para receber vagas no status do WhatsApp.

Clique aqui para seguir

Um dos mega projectos mais relevantes para Moçambique nos últimos anos, com uma significativa contribuição para o compromisso de monetização do gás no país, segue nos próximos meses para a sua fase de pico nos trabalhos de construção, depois da conclusão da Infra-estrutura de Gás Inicial – IGF (Initial Gas Facility).

Trata-se do Acordo de Partilha de Produção (PSA) que inclui a construção de infra-estruturas que irão garantir a produção de 23 milhões de gigajoules de gás por ano, que deverão alimentar a Central Térmica de Temane (CTT) para a produção de 450MW de electricidade, assim como a Fábrica de GPL (Gás de Cozinha), que produzirá 30.000 toneladas por ano, ou seja 75% da demanda de gás de cozinha em Moçambique, e, também, petróleo leve e gás excedente para exportação.

De acordo com o director do projecto PSA, Avin Maharaj, a implementação do projecto contempla trabalhos civis, estruturais, mecânicos, eléctricos, de instrumentação e tubagem, sendo que estão todos a seguir segundo o cronograma e a parte civil está na fase conclusiva.

“Com a conclusão das obras civis, já demos início aos trabalhos mais especializados de instalação de estruturas metálicas como a tubagem e tanques de processamento de gás proveniente dos vários furos da licença PSA,” disse Maharaj, citado em comunicado enviado à AIM.