Sociedade Rosário, Ndambi e Gregório devem devolver 2.8 biliões de dólares

Rosário, Ndambi e Gregório devem devolver 2.8 biliões de dólares

Receba vagas no seu WhatsApp

Siga o nosso canal do WhatsApp para receber vagas no status do WhatsApp.

Clique aqui para seguir

O juiz decidiu que os 11 réus condenados no âmbito do processo do caso das Dívidas não Declaradas deverão ressarcir o Estado em pouco mais de 2.9 biliões de dólares norte-americanos, conforme pedido feito pelo Ministério Público.

De acordo com a decisão lida pelo juiz Efigénio Baptista, os réus António Carlos do Rosário, Gregório Leão e Ndambi Guebuza deverão devolver solidariamente o valor de 2.8 biliões de dólares pelos danos patrimoniais causados pelas dívidas.

Por sua vez, Teófilo Nhangumele e Bruno Langa deverão devolver 8.5 milhões de dólares cada, Cipriano Mutota, 980 mil dólares, Ângela Leão, 387 milhões de Meticais e Fabião Mabunda, 53 milhões de Meticais.

Na mesma decisão sobre o Processo Civil promovido pelo Ministério Público, Manuel Renato Matusse deve pagar 1.6 milhão de euros, Maria Inês, 877 mil euros e Sérgio Namburete, 127 mil dólares.