Destaque Lavrov e Blinken trocam acusações em reunião do Conselho de Segurança

Lavrov e Blinken trocam acusações em reunião do Conselho de Segurança

Os chefes da diplomacia russa e norte-americana trocaram esta quuinta-feira acusações numa reunião do Conselho de Segurança sobre a Ucrânia, com Serguei Lavrov a acusar o ocidente de falsas narrativas e Antony Blinken a pedir responsabilização pela guerra.

Os dois governantes discursaram numa reunião ministerial, convocada pela França, sobre “A luta contra a impunidade na Ucrânia”, a qual contou ainda com a presença do ministro das Relações Exteriores da Ucrânia, Dmytro Kuleba, do secretário-geral nas Nações Unidas, António Guterres, entre outros.

Na sua declaração, Antony Blinken disse que o Presidente russo, Vladimir Putin, deve ser responsabilizado por “destruir” a ordem internacional ao travar uma guerra contra a Ucrânia.

“A própria ordem internacional, pela qual nos reunimos aqui para defender, está a ser desfeita diante dos nossos olhos. Não podemos, não vamos permitir que o Presidente Putin escape”, frisou o secretário de Estado norte-americano citado pela Lusa.

Na visão de Blinken, o anúncio feito por Putin na quarta-feira, sobre os planos de mobilizar cerca de 300.000 reservistas quando os líderes mundiais se encontravam reunidos na Assembleia-Geral das Nações Unidas, em Nova Iorque, foi uma indicação do “total desprezo de Moscovo” pelo Conselho de Segurança.

Além do anúncio de mobilização parcial, Putin recordou a importância do arsenal nuclear do seu país como argumento face à contra-ofensiva ucraniana.