Economia Governo vai admitir novas companhias aéreas

Governo vai admitir novas companhias aéreas

O Governo moçambicano pretende admitir novas companhias aéreas para explorar o espaço nacional, sendo que, neste momento, estão em análise as propostas de algumas empresas estrangeiras que manifestaram interesse.

A informação foi revelada pelo Primeiro-Ministro, Adriano Maleiane, durante o encontro que manteve com os empresários de Nacala, no âmbito da visita de trabalho à província de Nampula.

Na ocasião, Maleiane disse que o processo de admissão de novas companhias aéreas estrangeiras já tinha avançado, mas a pandemia do Covid-19 frustrou a iniciativa.

“A política foi lançada numa altura difícil. Logo a seguir tivemos o Covid-19, que obrigou as companhias do mundo inteiro a paralisar as actividades. Mesmo os voos domésticos tiveram dificuldades”, acrescentou.

A abertura do País face à redução de casos do novo coronavírus oferece perspectivas positivas para a retoma da avaliação do perfil das empresas. As autoridades estão convencidas de que haverá melhoria do ambiente de negócios.

O Primeiro-Ministro, segundo o Notícias, pronunciou-se nestes termos em resposta à inquietação dos empresários, relativamente ao fraco fluxo de voos nacionais e internacionais no aeroporto de Nacala. Vincou também que existem condições favoráveis para que a infra-estrutura seja aproveitada da melhor maneira, através de exploração das regiões adjacentes para a construção de edifícios de prestação de serviços de restauração, transporte, hotelaria e outras componentes, visando flexibilizar o desenvolvimento local.

Trata-se de uma estratégia que tem como objectivo atrair novos investimentos e abrir espaço para a competitividade das empresas e oportunidades de emprego.

“O Aeroporto Internacional de Nacala podia ser melhor aproveitado. Está localizado na Zona Económica Especial (ZEE), onde foram concedidos vários benefícios de investimento, com destaque para a isenção de taxas fiscais e aduaneiras”, afirmou. Adriano Maleiane.

Artigo anteriorTerroristas protagonizam saques em aldeiais de Palma
Próximo artigoHomem tem pénis no lugar depois de viver seis anos com o mesmo no braço devido a uma infeção