Início Destaque Venezuela transmitiu desenho animado com o presidente como super-herói

Venezuela transmitiu desenho animado com o presidente como super-herói

O canal estatal Venezuelana de Televisão (VTV) , a principal estação pública da Venezuela, iniciou a transmissão do desenho animado “Super Bigode”, inspirada no Presidente Nicolás Maduro como um “super-herói” que deve derrotar o inimigo, os Estados Unidos.

No primeiro episódio divulgado na quarta-feira, com duração de 2,9 minutos, um vilão animado alusivo ao ex-presidente Donald Trump reclama, na Casa Branca, a dois conhecidos políticos opositores venezuelanos, Júlio Borges e Henry Ramos Allup, por não terem conseguido retirar Nicolás Maduro do poder.

Os políticos respondem que já tentaram de tudo, armadilhas, mentiras, assinaturas falsas, a Organização de Estados Americanos, “mas nada, não vemos luz”. Nesse momento Trump tem a ideia de disparar um “drone eletromagnético” que provoca um “mega-apagão” na Venezuela.

Na animação veem-se apagar as luzes de vários edifícios e inclusive a situação numa sala de operações de um hospital, ouvindo-se uma voz que grita por “auxílio” (socorro), enquanto os políticos opositores afirmam que “agora sim, vamos derrotá-lo”.

Maduro, o Super Bigode, aparece na cena e voa pelos ares destruindo a aeronave não tripulada, “salvando” o dia aos cidadãos, que veem a eletricidade ser restaurada no país.

A curta animação termina com Donald Trump afirmando “eu te odeio Super Bigode”.

A VTV ainda não anunciou quando será transmitido o segundo episódio da série de desenhos animados e a imprensa venezuelana afirma desconhecer quanto custou a sua produção.

O nome “Super Bigode” surgiu pela primeira vez em 2019, quando, durante uma conferência de imprensa, o Presidente Nicolás Maduro se referiu às acusações do ex-presidente do Equador, Lenín Moreno, de que Caracas estava detrás dos protestos neste país.

Na conferência de imprensa Nicolás Maduro disse não ser “Superman” e acrescentou, brincado, que na sua vida privada era um Super Bigode.

O desenho animado provocou diversas reações dos utilizadores das redes sociais, alguns deles questionando que o principal canal estatal transmita a série enquanto o país está em crise, e o Supremo Tribunal de Justiça interfere no Conselho Nacional Eleitoral, ordenando a repetição das eleições regionais em Barinas.

Artigo anteriorTaxistas protestam contra extorsões da polícia de trânsito em Angola
Próximo artigoOCHA planeia dar assistência humanitária a mais de um milhão de pessoas no país