Início Economia Entenda como cresceu a Popularidade da Bitcoin em Moçambique

Entenda como cresceu a Popularidade da Bitcoin em Moçambique

Apesar de ser um fenómeno ainda muito recente, a verdade é que a popularidade e busca por Bitcoin e toda a indústria de criptomoedas tem subido em Moçambique, mas também um pouco por toda a África. Sendo esta uma tecnologia potencialmente revolucionária sobre a forma como transacionamos o nosso dinheiro e até investimos, a verdade é que a procura pelos cidadãos por esta alternativa, como é a Bitcoin, poderá ser a solução que muitos esperavam há algum tempo.

Estando neste momento presente em centenas de lojas, casinos online, como é o caso do Bitcasino.io e até mesmo para conseguir receber ou enviar dinheiro na rede blockchain para qualquer parte do mundo, a usabilidade da Bitcoin e criptomoeda está em crescente. De tal forma que existem já países não desenvolvidos a aceitarem a Bitcoin como sendo uma moeda oficial, como foi o caso recente de El Salvador. 

Numa fase que, infelizmente, ainda uma percentagem substancial de moçambicanos tem dificuldades em ter uma conta bancária ativa ou no acesso a esta, de facto as criptomoedas, coroada pela Bitcoin, poderá responder às necessidades e muitos estes. Também por isso a procura por esta criptomoeda, enquanto solução para vários problemas nos pagamentos e gestão económica da população, está a popularizar tanto a Bitcoin em Moçambique e outros países africanos.  

Quais são as maiores vantagens da Bitcoin em Moçambique  

Para se perceber o motivo para a Bitcoin já ser considerada por muitos especialistas como sendo a moeda do futuro – tendo até o poder de poder substituir as moedas nacionais – é preciso entender a sua construção e o que esta entrega para todos os seus utilizadores. Por isso mesmo, vamos agora proceder às principais características que fazem com que a Bitcoin seja tão popular, um pouco por todo o mundo: 

  • Maior liberdade e privacidade financeiras – com a sua carteira de Bitcoin já não terá que se preocupar em informar os Bancos ou até esperar vários dias para que a sua transferência seja enviada ou recebida. 
  • Custos de transações muito menos elevados – quer sejam transferências entre pessoas do mesmo país ou então transferências internacionais, os custos de transação com a Bitcoin são muito mais reduzidos, do que nos Bancos.  
  • Acesso facilitado às suas criptomoedas – ao invés de ter que criar uma conta bancária, apenas teria que ter a chave da sua carteira de Bitcoin, armazenando assim a criptomoeda.  
  • Combate a inflação e natural desvalorização da moeda – como a Bitcoin não está a ser imprimida, a verdade é que manter a Bitcoin não irá representar uma desvalorização tão grande, quanto se mantivesse o dinheiro parado na sua conta bancária.  
  • Facilidade nos pagamentos – com a tecnologia blockchain, todos os pagamentos não passam por ninguém, funcionando em blocos. Ou seja, a segurança é total e os pagamentos feitos em menos de 10 minutos.  

Governo moçambicano já tem planos para Bitcoin no país? 

Por ser ainda um mercado muito recente e aonde as regulamentações ainda não foram acertadas por todos os países, mesmo nos mais ricos e desenvolvidos, não será de esperar que, num curto prazo de tempo, as Autoridades do país avancem para um mercado legislado ou regulado da Bitcoin, mas também de todas as outras criptomoedas. 

Porém, a sua usabilidade, vantagens e maior democratização no acesso a pagamentos e manutenção do seu património em carteiras que apenas a pessoa detentora poderá deter, fazem com que cada vez mais dos nossos cidadãos se interessem por tudo o que a Bitcoin representa. Contudo, será que grandes lojas nacionais vão conseguir dar o passo em frente e começar, desde já, a aceitar pagamentos através de Bitcoin e outras criptomoedas, como já acontece em vários países? 

Artigo anteriorVagas de emprego do dia 18 de Novembro de 2021
Próximo artigoManica vai exportar mais de 300 toneladas de litchi para União Europeia