Início Internacional ONG denuncia perseguição a jornalistas pelas autoridades na Venezuela

ONG denuncia perseguição a jornalistas pelas autoridades na Venezuela

Principais alvos são jornalistas que cobrem protestos, escrevem sobre a situação da Covid-19 ou sobre a crise nos serviços públicos.

A Sociedade Interamericana de Imprensa (SIP) denunciou que “as forças repressivas da Venezuela estão à caça de jornalistas”, principalmente dos que cobrem protestos, escrevem sobre a situação da Covid-19 ou sobre a crise nos serviços públicos.

“As forças repressivas que o regime dirige estão na caça aos jornalistas que cobrem as notícias, especialmente as que têm a ver com protestos, com a Covid-19 e os serviços. Eles [jornalistas] são agredidos fisicamente e despojados de câmaras e telemóveis”, de acordo com um relatório, apresentado na terça-feira, na 77.ª assembleia-geral da SIP, que decorre de modo virtual até sábado.

“Na Venezuela operam muitos meios de comunicação on-line, independentes, a maioria deles geridos a partir do estrangeiro e frequentemente bloqueados por instruções do Poder Executivo às companhias telefónicas”, de acordo com o documento da organização não governamental de defesa da liberdade de expressão e de imprensa.

FONTECM
Artigo anteriorAlemanha regista mais de 17 mil novos casos e 92 óbitos por covid-19
Próximo artigoGangue pediu U$17 milhões para libertar missionários sequestrados no Haiti