Início Destaque Manifestantes protestam contra a obrigação de exibir certificado covid-19 para serviços em...

Manifestantes protestam contra a obrigação de exibir certificado covid-19 para serviços em Itália

Esta terça-feira prosseguiram as manifestações junto à Praça del Popolo. O certificado de vacina vai ser obrigatório no país a partir de 6 de agosto para entrar em bares, restaurantes ou cinemas, mas não para ir ao trabalho ou frequentar transportes.

Centenas de pessoas manifestaram-se na terça-feira em Roma contra a obrigação em Itália de apresentar o certificado sanitário da covid-19 para certos serviços, como por exemplo consumir dentro de bares e restaurantes ou ir ao cinema.

Os opositores a esta medida organizaram-se e têm-se manifestado há vários dias em diferentes partes do país, sendo que esta terça-feira acorreram ao centro da capital.

Na Praça del Popolo, em Roma, centenas de pessoas reuniram-se para contestar a decisão do governo do primeiro-ministro, Mario Draghi, embora fossem muitos menos do que os milhares estimados pelos organizadores.

O certificado de saúde, válido a partir da primeira dose da vacina contra a covid-19, vai ser necessário a partir de 6 de agosto para entrar em bares, restaurantes, cinemas, teatros, ginásios ou grandes eventos, e não será solicitado no trabalho ou transportes públicos.

FONTEExpresso
Artigo anteriorGoverno alemão doou 26 milhões de euros para apoiar vítimas de Cabo Delgado
Próximo artigoMoçambique recebeu mais 1 milhão de vacinas contra covid-19