Início Sociedade Educação Governo do Niassa suspendeu 95 professores contratados irregularmente

Governo do Niassa suspendeu 95 professores contratados irregularmente

Um total de 95 professores de nível N1, afectos a diferentes escolas do distrito de Mecanhelas, no Niassa, estão suspensos por terem sido contratados de forma irregular no ano passado.

O assunto veio ao público através de uma circular do Governo daquele distrito, datada de 03 de Maio e que ordena a suspensão dos salários dos 95 docentes de N1 que entraram no aparelho de Estado em 2020, numa altura em que a contratação de professores estava suspensa.

“Tendo-se constatado que os funcionários, que constam da lista em anexo, estão a auferir salários sem nomeação que os vincule ao Estado e tendo em conta que o distrito não foi autorizado a admitir docentes de N1, nos anos 2019 a 2020, determino: a suspensão de salários de todos os docentes de N1 cujos nomes constam da lista em alusão, até que se clarifiquem as circunstâncias legais em que cada um se contratou”, lê-se no documento, assinado pelo administrador de Mecanhelas, Calisto Mussa.

“Neste momento, está uma equipa da inspecção da Direcção Provincial da Educação no terreno e que está a averiguar a situação. Outras equipas, como de auditoria financeira e inspectores dos Serviços Executivos Provinciais, vão juntar-se à equipa da Direcção Provincial de Educação para trazer elementos suficientes que esclareçam o caso”, afirmou a directora provincial, Alocre Jaime.

Os elementos ainda são mesmo insuficientes, até porque ainda não se conhece o impacto orçamental que a contratação irregular, feita em 2020, terá causado para os cofres do Estado.

FONTEO País
Artigo anteriorEslováquia: Suspendeu vacina da AstraZeneca após morte de paciente
Próximo artigoNa Índia misturam urina e estrume e praticam yoga para combater covid-19