As Forças de Defesa e Segurança de Moçambique garantiram no domingo à noite ter recuperado o controlo total de Palma, ocupada há quase duas semanas por militantes islâmicos.

Os primeiros relatos que chegam da localidade falam de corpos pelas ruas e edifícios incendiados e vandalizados, incluindo o hospital.

“Palma está completamente tomada. Hoje mesmo nós concluímos a clarificação da única área que ainda faltava clarificar [limpar]”, anunciou o porta-voz do Teatro Operacional Norte, Chongo Vidigal, referindo-se ao aeródromo, última bolsa de resistência dos radicais. O mesmo responsável adiantou que o próximo passo é criar condições para fazer regressar a população.

O ataque jihadista contra Palma, a 24 de Março, terá feito dezenas de mortos, mas só agora será possível ter uma verdadeira noção da barbárie dos jihadistas. Uma jornalista da Sky News que ontem visitou a cidade fala num cenário de destruição, com muitos corpos espalhados pelas ruas e vestígios de combates por todo o lado. O único hospital foi vandalizado e inúmeros edifícios, incluindo lojas, bancos e repartições públicas, foram incendiados. Foram ainda divulgados vídeos inéditos gravados a partir do ar durante os combates, que mostram veículos destruídos e o resgate de civis por helicópteros.