O comandante-geral da Polícia da República de Moçambique, Bernardino Rafael, pediu aos jovens moçambicanos que “resistam às tentações” de se juntarem aos grupos rebeldes que têm protagonizado ataques no norte de Moçambique.
“Jovens, resistam às tentações dos terroristas. Resistam a todos os tipos de viciações, tudo na garantia da defesa da vossa pátria”, declarou Bernardino Rafael, durante uma visita à ilha Matemo, na província de Cabo Delgado, citado hoje pela Televisão de Moçambique.

Sem avançar detalhes, o comandante da polícia moçambicana disse ainda que as Forças de Defesa e Segurança conseguiram frustrar quatro tentativas de ocupação, pelos grupos de insurgentes, da Ilha de Matemo.

“Viemos dizer muito obrigado pela resistência dos residentes da Ilha do Matemo que sempre venceram. Continuem abraçados com as vossas Forças de Defesa e Segurança na defesa dessa ilha”, declarou Bernardino Rafael.

“Ninguém vai fazer com que abandonemos esta pátria porque não temos outra, esta é a nossa”, frisou o comandante-geral.

A violência armada em Cabo Delgado, onde se desenvolve o maior investimento multinacional privado de África, para a exploração de gás natural, começou há três anos e está a provocar uma crise humanitária com mais de duas mil mortes e 560 mil deslocados, sem habitação, nem alimentos, concentrando-se sobretudo na capital provincial, Pemba.

Algumas das incursões passaram a ser reivindicadas pelo grupo ‘jihadista’ Estado Islâmico desde 2019.

A Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC) vai reunir-se este mês para debater a situação de segurança na região.