AS autoridades policiais da província de Maputo detiveram na noite do dia (27), em Beluluane, 28 indivíduos indiciados de incumprimento das medidas de prevenção da Covid-19, consumo de álcool e prostituição na via pública.

Dois casais serão processados criminalmente depois que foram encontrados em flagrante a praticar actos sexuais na via pública, nas proximidades do mercado, disse hoje Carmínia Leite, porta-voz da Polícia da República de Moçambique, na província de Maputo.

Leite explicou que outras 22 pessoas (15 mulheres e 9 homens) foram recolhidos às celas para serem “sensibilizados” sobre as medidas de prevenção do novo coronavírus. Os indivíduos em causa estavam a consumir bebidas alcoólicas em locais ora proibidos, não usavam de máscaras e muito menos observavam o distanciamento físico entre elas. A polícia disse que a operação foi realizada entre as 22 horas e 23:50 horas de ontem, em resposta a uma denúncia sobre a prática de actividades ilícitas nos mercados da Matola-Rio e Beluluane.

“Acções idênticas poderão ser feitas em outros mercados de modo a desencorajar a prática da prostituição e fazer cumprir as normas emanadas para a situação de calamidade pública no país, causada pela pandemia da Covid-19” sublinhou. Leite contou que durante a operação, nove estabelecimentos comerciais foram obrigados a encerrar as portas por venda de bebidas alcoólicas.