Algumas escolas da cidade de Maputo e Matola estão a enfrentar dificuldades para garantir sistemas de abastecimento de água e de saneamento adequados para cumprir o protocolo sanitário imposto pelas autoridades da Saúde para a retoma das aulas presenciais.

É assim que no dia 1 de Outubro nem todos os estabelecimentos que leccionam a 12.a classe retomaram as aulas. Na cidade de Maputo, das 66 escolas secundárias públicas e privadas que existem e que se esperava que estivessem organizadas para a retoma das aulas presenciais, apenas 43 operaram nos dois primeiros dias, sendo que 23 continuam encerradas devido à falta de condições para a prevenção e contenção da Covid-19.