O Presidente da Confederação das Associações Económicas de Moçambique (CTA), Agostinho Vuma, retomou às actividades normais na liderança do Conselho Directivo da CTA.

Isto acontece quase dois meses depois da interrupção das suas actividades por conta do atentado de que Agostinho Vuma foi vítima à saída do escritório da sua empresa pessoal na avenida Josina Machel, na cidade de Maputo, no passado dia 11 de Julho.

Segundo uma nota de imprensa emitida pela CTA, durante o período da sua convalescença, as actividades da Organização continuaram normalmente em observância do Plano Estratégico da CTA 2017-2020, bem como o Plano de Emergência e as acções no âmbito da implementação das medidas administrativas no contexto da COVID-19.