A ideia é mesmo esta. Quando as aulas retomarem, os alunos vão estudar por escala ao longo da semana e os que estão no curso noturno só estarão diante do professor aos sábados. As medidas anunciadas hoje pelo Ministério da Educação visam gerir o número de professores e salas de aula.

A redução dos alunos por sala, para evitar aglomerados, vai aumentar o número de turmas nas escolas e com isso o universo de professores e salas de aula actualmente existentes no Sistema Nacional de Educação será insuficiente para responder à demanda.

Na reunião de concertação com os directores provinciais de educação sobre o regresso às aulas em tempo de pandemia, o sector anunciou a sua estratégia para gerir professores e infra-estruturas.

Outro arranjo consiste na suspensão de algumas disciplinas que envolvem contacto físico como educação física e agropecuária, assim como disciplinas profissionalizantes como noções de empreendedorismo. Por outro lado, os alunos do curso nocturno vão estudar em casa através dos módulos de ensino à distância e só irão à escola aos sábados para esclarecimento de dúvidas.

Sem avançar datas, o sector faz saber que em breve vai terminar os preparativos para a retoma do ensino e que estará disponível para acolher a avaliação independente sobre as condições criadas.