Indivíduos munidos de armas de fogo atacaram na madrugada desta terça-feira 14, o centro de Saúde de Chipindaumue, que se localiza há cerca de 30 quilómetros da sede do distrito de Gondola, onde roubaram medicamentos.

Segundo fontes daquela unidade sanitária, o grupo de cerca de 15 homens armados escalou por volta das duas horas desta terça-feira ao local e porque a mesma se encontrava fechada, foram até a residência das funcionárias, onde ameaçaram-nas e exigiram que abrissem a farmácia para roubarem medicamentos.

E porque aquelas não tinham consigo as chaves, os homens armados  arrombaram a porta para depois se apoderarem de medicamentos.

“Quando eu lhes vi, assustei e ajoelhei. Eles começaram a apontaram arma para mim e pedi desculpas. Disse-lhes que não sabia que eram homens da Renamo, pensei que era ladrão qualquer, dai um deles me assustou com uma bofetada”, revelou Rosilde Manhique, uma das enfermeiras.

O respondível do centro de saúde disse que além dos medicamentos que haviam mencionado que pretendiam levar, com destaque para anti-retrovirais e os homens armados roubaram todo o stock de fármacos que estava reservado para os próximos dois meses.