Moçambique registou, nas últimas 24 horas, mais 20 novas infecções e 25 casos totalmente recuperados da COVID-19, anunciou Rosa Marlene, directora nacional de Saúde Pública.

Das amostras testadas nas últimas 24h, 1 provêm da Província de Niassa, 32 de Cabo Delgado, 103 de Nampula, 49 da Zambézia, 7 da Província de Maputo e 246 da Cidade de Maputo.

Dos novos casos suspeitos testados, 674 foram negativos e 20 foram positivos para COVID-19 (13 no sector público e 7 no sector privado).

Assim, actualmente, o nosso país tem cumulativamente 757 casos positivos registados, sendo 687 de transmissão local e 70 casos importados.

Os casos hoje reportados incluem 14 indivíduos de nacionalidade moçambicana e seis indivíduos de nacionalidade chinesa. Todos casos são de transmissão local e são resultado de rastreio de contactos e da vigilância nas unidades sanitárias.

Os casos reportados esta terça-feira 23, encontram-se em isolamento domiciliar. Neste momento decorre o processo de mapeamento dos seus contactos.

“Queremos informar que nas últimas 24h registamos uma alta clínica de uma paciente que estava internada, na Província de Nampula. Esta paciente vai continuar com o isolamento domiciliar. Adicionalmente, na mesma Província, foi internado um indivíduo. Assim, neste momento o País conta com 9 indivíduos internados devido a COVID-19, dos quais, quatro (4) na Província de Nampula, três (3) na Cidade de Maputo, um (1) na Província de Sofala e um (1) na Província de Gaza. Todos apresentam sintomatologia leve a moderada e cursam com uma boa evolução clínica”, disse Rosa Marlene, Directora Nacional de Saúde Pública, na conferência de imprensa de hoje.

“Queremos informar também que registamos mais 25 casos totalmente recuperados da COVID-19, nas províncias de Nampula 17, Província de Sofala 5, Província de Tete 2 e Maputo Província 1. Todos indivíduos têm nacionalidade moçambicana e cumpriram o isolamento domiciliar durante o período da doença”.

Moçambique conta, actualmente, com 206 pacientes totalmente recuperados, cinco óbitos devido a COVID-19 e um óbito por outras causas.