Dois jovens morreram na madrugada de quarta-feira, vítimas de linchamento, no populoso bairro da Munhava, na cidade da Beira, em Sofala.

As vítimas, cujas identidades não conseguimos apurar, foram, alegadamente, surpreendidos durante a madrugada, por residentes da Munhava, quando tentavam protagonizar assalto numa das residências do bairro.

Populares residentes na zona onde o linchamento aconteceu escusaram-se de contar à nossa reportagem, as circunstâncias em que se deu o linchamento, alegando não terem presenciado o acto. Contudo, queixaram-se de altos índices de criminalidade no bairro e aliam a situação ao “fraco policiamento” nocturno.

“Aqui há muita criminalidade. Os criminosos tem protagonizado assaltos a residências e violações de mulheres, criando medo e insegurança nas noites”, contou uma das residentes da Munhava.

A Polícia da República, ao nível da cidade da Beira disse que os dois jovens linchados faziam parte de uma quadrilha de quatro jovens, com cadastro criminal.

“Daquilo que nós conseguimos apurar eram quatro jovens que tentavam arrombar uma residência no 12º bairro da Munhava, tendo sido surpreendidos pela população. Uma vez surpreendidos teriam empreendido uma fuga, a população encetou, por sua vez, uma perseguição, tendo conseguido alcançar dois dos quatro malfeitores, que sofreram agressões que resultaram na morte” explicou Cristiano Fernandes, porta-voz da PRM em Sofala.

Refira-se que a cidade da Beira tem sido das que mais casos de linchamento de presumíveis malfeitores tem registado ao nível do país.

No ano passado, mais de 20 pessoas morreram vítimas da justiça pelas próprias mãos, protagonizada por cidadão dos bairros da cidade da Beira.

O País