A Polícia da República de Moçambique (PRM), em Nampula, está preocupada com a contínua presença de crianças nas marchas e outras actividades de campanha eleitoral, rumo às eleições gerais de 15 de Outubro próximo.

Zacarias Nacute, porta-voz da PRM naquele ponto do país, disse que estas situações ocorrem, não obstante as recomendações deixadas pela corporação.

“Reiteramos o apelo e até insistimos para que os partidos políticos não incorporem crianças nas suas actividades de campanha, porque isso constitui um ilícito eleitoral. Gostaríamos que cumprissem esta e outras recomendações para que o trabalho decorra sem sobressaltos”, disse, segundo a AIM.

Nacute apontou que esta é uma situação particular, porque o resto está a decorrer a contento.

“Nestes primeiros dois dias de campanha não registamos qualquer problema, quer nas marchas, comícios e até mesmo nos cruzamentos entre partidos políticos. Aliás, os partidos partilharam com a corporação o mapa das suas movimentações e outras actividades de campanha, o que permitiu um trabalho coordenado, em prol da segurança de todos”, acrescentou.

Em Nampula estão disponíveis para as eleições gerais 45 assentos para o Parlamento e 94 para a Assembleia Provincial.

Estes mandatos serão disputados por quatro partidos, nomeadamente, Frelimo, Renamo, Movimento Democrático de Moçambique e AMUSI (Partido Acção do Movimento Unido para a Salvação Integral).

Jornal Notícias