Depois do motim registado no Estabelecimento Penitenciário Regional-Norte em Nampula, quatro dos sete reclusos que estavam sob cuidados médicos no Hospital Central de Nampula já tiveram alta e foram reconduzidos à prisão.

No princípio da noite de ontem chegou uma equipa do Serviço Nacional Prisional, ida de Maputo, para averiguar com pormenor o que originou o motim e fazer o levantamento dos danos causados. Na sequência desse trabalho técnico, na segunda-feira haverá uma conferência de imprensa.

Por outro lado, a Procuradoria Provincial em Nampula vai abrir um inquérito que deverá culminar com a responsabilização dos autores dos actos de rebelião.

O País