Um cidadão foi alvejado mortalmente pela polícia no distrito de Sussundenga em Manica. A PRM disse que o finado era criminoso e morreu quando tentava agredir, com recurso a uma catana um membro da corporação.

O indivíduo que em vida respondia pelo nome de Jaime foi alvejado no abdómen.

No chão eram visíveis as marcas de sangue que denunciavam a brutalidade na actuação do agente da PRM.

Bicha Zianai, vizinho do finado diz ter presenciado a rápida confusão que culminou com a morte de Jaime.
A polícia diz que tudo aconteceu após a corporação tomar conhecimento que o finado perturbava a ordem e segurança no bairro Nhamizara. Chegado no local, o indivíduo violentou com catana um agente no pescoço. E não tendo alternativa, o agente decidiu usar o seu instrumento de trabalho para se defender do suposto malfeitor.

O País