Um homem, nos EUA, foi condenado a uma pena de 70 anos de prisão por ter violado a filha bebé entre 2016 e 2018 e depois ter colocado os vídeos na internet.

Um antigo paramédico, da Florida, nos EUA, foi condenado a 70 anos de prisão por ter violado e filmado a filha bebé de apenas um ano de idade. O homem colocou depois as imagens na Internet.

James Lockart, de 71 anos, colocou quatro ficheiros de vídeo na “dark web” em que se mostrava a violar a pequena criança. O homem, que entre 2012 e 2018 trabalhou nos paramédicos, assumiu-se como culpado pelos crimes de produção, distribuição e posse de material pornográfico, em Setembro, sendo que a condenação foi efectivada na quinta-feira.

Além dos vídeos que colocou na internet, as autoridades encontraram ainda mais imagens com a criança a ser abusada na posse de James.

A mulher de James, e mãe dos seus dois filhos, um rapaz e uma rapariga, identificou o bebé no vídeo como sendo sua filha e o homem como sendo o marido, explica a Newsweek. As autoridades acreditam, ainda, que o homem terá violado uma outra criança.

James foi detido no dia 4 de Outubro de 2018, depois de a polícia ter entrado em sua casa e ter encontrado as imagens no seu computador.

JN