A Polícia da República de Moçambique (PRM) deteve, durante a última semana, à escala nacional, 1152 indivíduos, 965 dos quais por violação de fronteira e os restantes por prática de delitos comuns, segundo dados apresentados ontem no relatório semanal do Comando-Geral da PRM sobre a situação criminal no país.

Segundo o documento, no período de 23 a 29 de Março registou-se uma redução do índice de criminalidade, saldando-se em 112 delitos, contra 128 de igual período do ano passado.

Refere-se que a maioria dos crimes registados foi contra património, com 65 casos, seguido de delitos contra pessoas, com 25 ocorrências.

O comunicado aponta que as autoridades alcançaram uma operatividade de 87 por cento, com o esclarecimento de 97 dos 112 crimes.

Para além da detenção dos criminosos, a corporação destaca a apreensão de 15 armas de fogo ilegais, duas das quais do tipo pistola, seis caçadeiras, igual número de pressão de ar e outra da marca Mauser.

Em conexão com as apreensões feitas, 14 pessoas recolheram às celas, 11 das quais na cidade e província de Maputo e as restantes em Manica e Gaza.

Do trabalho efectuado, a Polícia recuperou 33 viaturas, 25 motorizadas, 40 telemóveis, entre outros bens das mãos dos criminosos.

Jornal Notícias