O Instituto Nacional de Gestão de Calamidades está com défice orçamental na ordem de pouco mais de 288 milhões de meticais para aprovisionar alimentos às, mais de 400 famílias, vítimas das Inundações alojadas nos centros de reassentamento.

Na manhã desta terça-feira decorreu uma reunião de emergência envolvendo quadros do INGC, governo provincial e parceiros de cooperação para em conjunto se encontrar mecanismos de apoio às vítimas das Inundações alojadas nos vários centros de acomodação.

Um dos grandes problemas nesta fase para apoio às vítimas tem que ver com as vias de acesso. O trânsito está condicionado em vários pontos da província. Um total de 1375 quilómetros estão intransitáveis neste momento.

Apresentação feita na ocasião pelo INGC ficou claro que para além de alimentos, há Défice de matérias de higiene, cobertores e vários utensílios.

O País