A Polícia da República de Moçambique (PRM) diz que não houve nenhum ataque em Nangade relacionado com o grupo de insurgentes que está a aterrorizar a província de Cabo Delgado. O Comando-geral da Polícia não confirma nem desmente a morte de 12 pessoas e a destruição de mais de 40 casas.

“O que nós temos a dizer, de forma geral, é que o cenário de garantia da ordem, segurança e tranquilidade públicas, em Cabo Delgado, prossegue. As Forças de Defesa e Segurança continuam a fazer o seu trabalho em alguns pontos localizados daquela província. No geral a ordem e a segurança continuam sendo garantidas”, disse Inácio Dina.

Má interpretação do fenómeno! É desta forma como a Polícia da República de Moçambique reagiu às notícias sobre um ataque que terá ocorrido na noite de quinta-feira da semana passada, no distrito de Nangade, norte de Cabo Delgado. Relatos de fontes locais apontavam para 12 mortos e destruição de mais de 40 casas. A polícia não confirma e nem desmente a perturbação da ordem que teria resultado em mortes, mas nega que tenha ocorrido um ataque em Nangade.

Essas declarações surgem num momento em que a Ministra da Educação avançou dados de alunos que perderam exames devido a ataques em Macomia. Sobre as principais ocorrências da última semana, a Polícia contabilizou 16 acidentes de viação que resultaram na morte de 13 pessoas e 49 feridas.

O País