A empresa Compact Metal Industries, de Singapura, desistiu da compra de uma participação de controlo numa fábrica de cimento por concluir em Moçambique, anunciou a administração da empresa.

Ao abrigo de um acordo provisório assinado em Junho, a Compact Metal Industries pagaria às sociedades vendedoras SPI – Gestão e Investimentos e Guhava Serviços 30 milhões de dólares por uma participação de 51% na fábrica de cimento de Salamanga, Bela Vista, província de Maputo.

A empresa de Singapura teria ainda de assumir 54,7 milhões de dólares de dívidas aos fornecedores de bens e serviços contraídas pelas sociedades vendedoras e garantir os fundos necessários para concluir a construção da fábrica.

A administração da empresa, citada pelo jornal The Business Times, disse ter desistido do negócio, em que compraria 34% à SPI e 17% à Guhava, “pelo que as partes não têm quaisquer outras obrigações ao abrigo do documento assinado.”

A fábrica de cimento, com uma capacidade de produção diária de 5000 toneladas, é propriedade da CIF-MOZ, uma parceria entre a SPI, com 54% e a Guhava Serviços, com 46%.

Folha de Maputo