Um grupo de cambistas informais amotinou-se de frente a 1ª esquadra da cidade de Maputo, na passada sexta-feira, em protesto contra a detenção de um dos colegas e o desaparecimento de 100 mil meticais de um total de 300 mil, que estavam na posse do cambista.

Tudo começou quando um desses cambistas ia ao banco próximo ao mercado central, na cidade de Maputo, fazer depósito de 300 mil meticais. O jovem foi interpelado por três agentes da PRM, que na altura não estavam, fardados. Desconfiado, o jovem pôs-se em fuga e atirou o saco plástico que continha o valor, nesse processo um maço de 100 mil meticais caiu.

Os colegas que testemunharam o acontecimento contam a mesma versão e revelam que a acção dos agentes é um comportamento recorrente como forma de extorquir os cambistas.

A PRM, na cidade de Maputo, reagiu ao assunto e diz que já suspendeu os três agentes a fim de investigar se eles terão se apoderado do valor de 100 mil meticais.

O País