A polícia chinesa deteve na cidade de Fuzhou uma mãe de 24 anos que tentou enviar pelo correio a sua filha recém-nascida para um orfanato, dentro de um pacote com sacos de plástico, noticiou a imprensa local.

A mãe contactou um serviço de mensageiros para entregar a invulgar encomenda no orfanato.

O estafeta, estranhando que a mulher o tivesse impedido de revistar o conteúdo do pacote, observou mais tarde que este se movia e que do interior se ouviam ruídos, pelo que decidiu abri-lo e descobriu, com espanto, que ali estava um bebé recém-nascido.

A criança encontra-se bem, segundo fontes do hospital para onde foi transportado, e a mulher está sob custódia policial.

A mãe prometeu tomar conta da menina e não voltar a abandoná-la, o que desencadeou um grande debate nas redes sociais do país.

O Ministério de Assuntos Civis indica que há cerca de 460.000 órfãos na China, um número que se elevou especialmente nos anos da “política do filho único”, que provocou o abandono de bebés, principalmente meninas, em áreas pobres do país.

Cm

Advertisements

COMENTE PELO FACEBOOK