Vinte e quatro engenhos explosivos foram desactivados numa residência, há dias, no distrito de Murrupula, província de Nampula, pela Polícia da República de Moçambique (PRM) e pelas Forças Armadas de Defesa de Moçambique (FADM).

Trata-se de obuses obsoletos de morteiros de diferentes calibres que estavam enterrados numa casa habitada, no posto administrativo de Cazuso. É uma região onde se encontrava instalada uma das bases da Renamo durante a guerra que opôs este partido e o Governo da Frelimo.

Size Panguene, porta-voz do Comando Provincial da PRM em Nampula, disse que foram os donos da moradia que descobriam os engenhos explosivos e informaram a corporação.

Apesar da situação, a porta-voz assegurou que a região em causa não representa perigo, uma vez que houve desminagem, bem como em toda a província de Nampula.

 

@Verdade

Advertisements

COMENTE PELO FACEBOOK