A província de Sofala registou 18.550 casos de diarreias agudas, nos últimos dois meses, mas nenhum caso terminou em óbito. 

Segundo Priscila Filimone, Médica-chefe Provincial, que falava, hoje, à imprensa, em nome do sector de saúde, as chuvas intensas que caíram nos últimos dias estão directamente ligadas à eclosão de diarreias e outras doenças hídricas.

Neste momento, equipas do sector da saúde estão trabalhar junto às comunidades no sentido de sensibilizar as pessoas para tomarem medidas de prevenção em relação à cólera.

Outra grande preocupação das autoridades são as águas da chuva estagnadas nos bairros que podem ser uma fonte de doenças.

O País

COMENTE PELO FACEBOOK