O Governo acaba de declarar as ilhas de Crusse e Jamali, localizadas no distrito de Mossuril, província de Nampula, como “zona de estância de turismo integrado”.
A declaração foi aprovada pelo Conselho de Ministros durante a vigésima sétima sessão ordinária que teve lugar nesta terça-feira.

De acordo com o porta-voz do Conselho de Ministros, Alberto Nkutumula, com este projecto pretende-se construir várias infra-estruturas turísticas luxuosas e transformar a zona num dos maiores destinos turísticos a nível mundial.

Com uma superfície de 1750 hectares, sendo que a área das ilhas de Crusse é de 16 hectares, Jamali 75 hectares e a parte continental 1659 hectares.

“As ilhas de Crusse e Jamali não são habitadas, apenas na parte continental existem 2601 famílias que serão reassentadas num outro local mas que serão envolvidas neste projecto”, disse Nkutumula para depois acrescentar: “A ocupação destes espaços será mediante o concurso público internacional”, concluiu o porta-voz do Conselho de Ministros.